--->
_______________________________________________________________
"VIVA O COMANDANTE GUÉLAS" - GENERAL TUBARÃO - LUTA CONTRA OS COMUNAS - 1975

Bloco do Meio

“Não há espaços vazios ou tempos vazios. Na verdade, por muito que tentemos produzir silêncio, há sempre um peido por perto” Ratinho Blanco Maestro www.riapa.pt.to

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

quinta-feira, dezembro 21, 2006

Dra. Puta






"Não conheço a doutora Carolina Salgado"

Gilberto Madaíl

"Não sabia que o «Calor da Noite» dava licenciaturas ?"

Ratinho Blanco

Deputado da RIAPA

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

WWW.RIAPA.PT.TO

quinta-feira, setembro 14, 2006



Quando o Governo era do Povo para o Povo


Este artigo teve a aprovação do exmo. Comandante Guélas


Viva o Comandante Guélas


WWW.RIAPA.PT.TO

quinta-feira, agosto 17, 2006


CRÓNICAS DA GUERRA
"Não tens de morrer por Paço de arcos...tens de fazer com que os teus inimigos morram pela terra deles"
Quitéria Barbuda in "A Brigada Bigornas", Revista "Espírito", nº 34, 2006
OPERAÇÃO INFERNO

Um dia com a Brigada Bigornas no Sul do Líbano
I
Primeiro
Paço de Arcos tem um acordo de defesa mútua com Haifa. Os nossos irmãos foram atacados, a RIAPA enviou forças de defesa.

Segundo
- Acabaram de passar as portas do Inferno. Bem-vindos, - saudou-nos o General Tubarão, ao mesmo tempo que nos mostrava o mouro que acabava de ser capturado.
Olhei para o prisioneiro de longas barbas e cara deslavada, enfiado numa túnica escurecida pelo tempo e não vi um ser humano. Tinha um tubo pendurado às costas.
- É uma "mula" - explicou-nos o Tenente Proveta, e continuou,- carrega material para um ataque. São precisos quatro indivíduos para montar um Kassam e três para um Katiuska. Depois chegam os "grilos", que são os operacionais.
De imediato o General Tubarão "desactivou" o inimigo, dando-lhe uma paulada seca no pescoço, cujo som me fez lembrar o João da Quinta a matar um coelho para o jantar, antes de irmos andar de bicicleta.
- Este já não vai para o Paraíso. Não fez nada pelo Maomerdas.
- Pelo cheiro vê-se que é do Hezbollah. - Explica o Major Zé Luis, -não sei como é que pensam que vão ter 60 virgens. Só se forem piores que as de Monsanto.
Como o tempo é de ouro, depressa o decapitam e penduram a cabeça numa estaca, sem barba e com um nariz de porco agrafado à cara, em substituição do original.
- Este nunca mais será enterrado. Já lhe lixámos o futuro. Caso alguém lhe toque não irá para o Paraíso. Vai apodrecer aqui, - explica o Tenente Proveta.
E depressa a célebre Brigada Bigornas se embrenha no terreno, dando caça aos ranhosos, como tão bem fez pela nossa vila em relação aos social-fascistas.
Até à próxima valorosos!

II
Ontem chegámos à aldeia de Rayar e demos de caras com um grupo de terroristas do Hezbolá de cu para o ar, virados para Meca. Tomámos posições e cada um escolheu o seu cagueiro.
- Enfiem-lhes uma bala pelo cu acima - ordenou o Tenente Proveta.
Dito e feito, parecia que tinha passado por ali o célebre jogador de futebol, o nosso querido Reinaldo. Ficaram com os cus retalhados. As balas explosivas fizeram-nos lembrar o fogo de artifício do final das festas de Verão de Paço de Arcos. Umas lágrimas de emoção escorreram pelas nossas belas faces de Paço Arquianos.
- Os que se safaram merecem comer com uma naifada no estômago. Vão rezar mais alto quando os sucos gástricos lhe começarem a derreter os tecidos abdominais - disse o hilariante Ratinho Blanco.
- Quando apanharmos o Hasan Nasralá a festa vai ser maior - gritou o Tubarão.
- Eu preferia laçar o xeique Abbas al Musawi. Está encurralado num bairro de Beirute, debaixo dos escombros. Vamos açá-lo!
Ainda tivemos tempo para ajudar os nossos amigos israelitas a estancar uma tentativa de ataque de "comandos libaneses" na aldeia de Avivim. De tropas especiais só tinham as bóinas. Fizeram-me lembrar os comunas das Comissões de Moradores do Pimenta que tinham a mania que eram heróis e comiam sempre no focinho dos chulos.
- Tenho uma grande novidade para vocês: o Al Bazuriyal foi detectado em Nasralá com a mulher e os quatro filhos. Temos de ir para lá neutralizá-los.
III
Hoje demos de caras com uns bárbaros vestidos de negro, que forçavam
um grupo de vinte crianças a entrar para a cave de um edifício de três andares. Os mais renitentes eram empurrados à custa das coronhas das armas. Lembrámo-nos dos nossos queridos filhos, que deveriam estar naquela altura a pegar umas ondas na praia de Carcavelos.
- Dou-vos carta branca para apagá-los como quiserem. Estes mouros não merecem piedade - disse-nos o General Tubarão.
Foram surpreendidos quando estavam a montar um foguete no telhado. Quatro balas em cada um: pernas e braços inutilizados, mas vivos, graças a Deus. Assim, estavam à nossa mercê!
Eramos dez naquela missão e eles cinco. O número ideal para jogar o "Mata Bicho", que ganhava quem conseguisse manter o mouro vivo o maior tempo possível, com um só tiro mortal. A vitória foi para o Sargento Balatuca!
- Enfiei-lhe o cano da pistola 22 no cu e disparei. É a técnica que os meus amigos da Sicília usam quando têm de visitar alguém.
O contemplado foi um árabe a quem baptizámos com o nome de "Carinha de Chupa-Chupa", daqueles que se vendiam no "Manel da Leitaria" por cinco tostões.
Quanto às crianças, soltámo-las e chamámos a Cruz Vermelha através dos nossos amigos Israelitas.
IV
Ontem tive de ir com o Tenente Proveta a um hospital em Haifa, porque ele estava a pintar à pistola, depois de ter comido uns bolos numa casa do sul do Líbano, parecida com o “Manel da Leitaria”. Eu bem o avisei que nas terras dos Mouros não se deve nem comer nem beber, só dar cabo deles. É um bem que fazemos à Natureza e ao Efeito de estufa ! Recebeu-nos uma bela enfermeira que nos informou que o Dr. Hassan Nasrallah iria ver-nos em breve.- Dr. Hassan Nasrallah ? Mas esse é o chefe dos bandidos do Líbano – gritou o Proveta, dando um peido tão grande, que pôs a sirene a tocar e os doentes em debandada.O nome do médico era veradeiro, mas a sua enorme parecença com o nosso saudoso Mocho, e um feitio igualzinho, fez com que ficássemos ali uma grande parte da noite. - O Irão tem mais um débil mental na Presidência – explicou-nos, - que fez um dia destes uma proposta original: os israelitas devem fazer as malas e abandonar o seu país. Só que o palerma esquece-se que 20 por cento dos israelitas são árabes e a maior parte de nós não estamos, de modo algum, dispostos a deixar de ser israelitas e a voltar para a Idade Média.Cinco horas depois estávamos em Bayada, uma vila nos arredores de Tiro. Íamos dar apoio às tropas especiais da Marinha. O cheiro dos peidos do Tenente Proveta, juntamente com os corpos dos cinco terroristas que tínhamos abatido à dois dias, impedia-nos de fumar uns charritos. Os árabes já cheiram mal quando estão vivos, mas quando morrem é de fugir. Agora percebo porque é que aqui os cães não comem tudo. Escolhem o corpo que vão papar. É preciso ter cuidado, porque se se enganam ainda trincam um daqueles sarnosos que pululam o sul do Líbano. E ainda me queixava quando p “Lopes” preferia um contentor a uma latinha. O nosso lixo é caviar para estes ranhosos.- O cheiro em Beirute deve ser insuportável. Já lá estão um milhão de sarnosos – disse o sargento Alpedrinha, ao mesmo tempo que fixava os binóculos numa estranha ambulância do Crescente Vermelho, que parecia estar a recolher corpos a 300 metros de distância.Como desconfiávamos, eles não estavam interessados nem nos feridos, nem nos mortos, mas sim nos”Katiushas” que não tinham sido destruídos no bombardeamento. A operação de limpeza foi rápida, colocámos um sinalizador na ambulância para a Força Aérea lhe seguir o risco. Os corpos foram enterrados, para não deixarmos vestígios.Vamos agora para Quila, outra aldeia Libanesa.
V
Hoje o nosso objectivo foi uma fenda entre dois rochedos, que era uma entrada para um «bunker». Estavam lá escondidos vinte terroristas do Hezbollah. Mas antes da operação resolvemos passar o dia no riacho que estava por baixo de nós. Foi uma forma de relembrarmos a célebre descida do Tâmega, que se inicou com o Graise a encalhar, em Chaves, num porco morto. Lá em cima havia vinte suinos dentro dum buraco. Já desde adolescentes que os Paço Arquianos se preparam para a guerra contra todo o tipo de ranhosos (comunas ou árabes). Os nossos amigos israelitas conhecem este terreno como as palmas das suas mãos. Já estiveram cá durante vinte e dois anos.- Eu acho piada à estatística da guerra. Quando os jornais falam de vítimas civis, só mencionam os libaneses. Em Israel só contam os militares. Estes vinte marmelos que estão agora com o cu para o ar a falar com o Maomerdas, vão ser abafados pela brigada Paço Arquiana e nem um vai entrar para a contabilidade - disse o Major Graise.- O plano já está delineado, - interrompeu o General Tubarão. - O Proveta vai até à entrada, lança uma carga de Litopol e esperamos. Quando os turras começarem a sair, cada um de nós vai enfiar-lhe um balázio na mona. - Com o nosso querido Litopol, produção exclusiva de Paço de Arcos, nunca falhamos - rematou o Coronel Focas, um veterano na guerra de 1975 contra os social-fascistas.O Focas sabia o que estava a dizer. Um dia antes reunira-se com o General Benny Gantz, que deu carta branca à Brigada Bigornas para actuar: "não há prisioneiros, estes animais são para esmagar".- Temos ordem do Comandante Guélas para deixarmos a nossa marca bem visível, - informou-nos o General Tubarão.Isto significava uma mija geral contra a Porta de Metulla.
No Jornal Diário "Yedioth Ahronoth", Nahum Barnea, um destacado comentador israelita, fala da Brigada Bigornas: "é um grupo fantástico e muito profissional. Quando partem para uma missão desaparecem, tornam-se fantasmas, e só regressam quando alcançaram os objectivos. O General Tubarão disse-me que a experiência do seu grupo vem dos tempos quentes de 1975 em Portugal, quando lutaram contra os social-fascistas na sua vila, Paço de Arcos".
Este artigo teve a aprovação do exmo. Comandante Guélas
Viva o
Comandante Guélas

domingo, maio 07, 2006





CIÊNCIA

GRIPE DAS AVES


Duas equipas de investigadores, uma norte americana e a outra holandesa, sugerem em artigos publicados nas revistas Nature e Science, respectivamente, que a baixa transmissibilidade do vírus H5N1 entre humanos se deve ao facto de que as células mais facilmente infectáveis se localizam na parte inferior do sistema respiratório (especialmente os alvéolos - figura 1). Em contraste, a gripe humana contamina as células localizadas na zona superior do sistema respiratório (como o nariz e a faringe - figura 2). Todos sabemos que os espirros e tosse são fortes meios de transmissão da gripe humana. Isto deve-se ao facto de as células da parte superior do sistema respiratório produzirem um muco característico dessa zona (por exemplo muco nasal) que serve como bom veículo para contágio. O que este estudo implica é que os espirros e a tosse deixam de ter um peso acentuado como meio de transmissão dado que as células contaminadas pelo vírus H5N1 não estão relacionadas com a produção desse muco.

Professor Doutor Mac Macléu Ferreira

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

sexta-feira, abril 14, 2006


As faltas dos deputados não são um problema assim tão grave. Até parece que estamos perante uma grande perda. Tendo em conta a contribução da maior parte deles para a qualidade da legislação produzida, não sei se as faltas dos deputados não devam ser consideradas bastante positivas para o país. Para além disso, estas faltas resolvem dois problemas à Assembleia da República. Em primeiro lugar, já não é necessário reduzir o número de deputados pois só metade é que exerce efectivamente as suas funções. E em segundo lugar, o problema da incompatibilidade entre a função de legislador e a função de advogado fica automaticamente resolvido já que os senhores deputados que são advogados nem sequer chegam a exercer a função de legislador.

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

sábado, fevereiro 04, 2006


“Se uma coisa tem força intrínseca, aguenta todas as críticas. Não é o caso dos muçulmanos e do seu bombista Maomé.”

Quitéria Barbuda in “Povos Primitivos”, Revista “Espírito”, nº 25, 2006.
“Os jornalistas interpretam a liberdade de informação como um direito absoluto de dizerem o que lhes apetece. Está na altura de algum deles perder a cabeça.”

Quitéria Barbuda in “Gente Primitiva”, Revista “Espírito”, nº 24, 2006.

“Será que o Maomé também se peidava?”

Quitéria Barbuda in “Peidos Sagrados”, Revista Espírito”, nº 25, 2006.
“Qualquer dia o típico peido dado por um tuga há-de ofender alguma religião.”

Quitéria Barbuda in “Peidos Sagrados”, Revista “Espírito”, nº 25, 2006.
“O «Expresso» é o jornal mais cobarde do país. O cartoon do Papa com uma camisa de Vénus no nariz, apareceu na primeira página, enquanto que do cartoon do Maomé nem há sinal. Puseram-se de gatas perante os ranhosos.”

Quitéria Barbuda in “As Cuecas do Buda”, revista “Espírito”, nº 25, 2006.
QUAES CUNQUE FINDIT


Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas
Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

segunda-feira, outubro 10, 2005

SIM À LEI DO ABORTO!

William Bennett Defends Comment on Abortion and Crime Sept. 29, 2005 — After pondering on his radio program how aborting every black infant in America would affect crime rates, best-selling author and self-styled "Values Czar" Bill Bennett i defend his willingness to speak publicly about race and crime.

Com a Lei do Aborto em vigor a taxa de criminalidade irá descer, porque as pretas farão bicha à porta dos hospitais.

General Tubarão

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

sábado, setembro 17, 2005

Onde estao os Pretos?


Os unicos que tem tentado lutar contra a pobreza em Africa sao... os brancos. Os estados do Sul dos EUA, habitados maioritariamente por negros, foram recentemente flagelados pelo tufao Katrina, e quem foi em seu socorro? Os brancos, pois evidentemente. As comunidades de milionarios negros americanos olharam para o outro lado e assobiaram, nao mexendo uma palha para ajudar os seus "irmaos".

Dr. Focas

"A América (e o resto do mundo) entrou em estado de choque com os pobres desalojados do Katrina. Negros, a maioria. Os jornais, as rádios, as televisões, os colunistas, os «pundits» apontam o dedo a uma pobreza americana, de raça negra, sulista, vítima da desigualdade, dos cortes orçamentais aos programas de combate à pobreza, dos cortes na Saúde e na Educação, dos cortes do welfare. Vítima do racismo e do esquecimento, da feroz desigualdade dos estados do sul, de maioria negra, em que os brancos controlam o poder económico e social. Está tudo certo, é tudo verdadeiro.Mas, toda a gente sabe que existe uma classe média negra na América, com poderosas organizações de direitos civis. E que existe, tanto em Hollywood e Los Angeles, como em Chicago, como em Nova Iorque, um clube de milionários negros, poderosíssimos, que controlam o mercado da música rap que domina o mundo, controlam o merchandising da música rap, e controlam o mercado de raça negra consumidor desse merchandising (e não só, todos os miúdos brancos, de todo o mundo ocidental e abastado, copiaram a street fashion e os tiques dos rappers americanos. Yo!).Mas, alguém viu da parte desta gente, que se caracteriza pelo consumo conspícuo de moda de alta costura e logos, de diamantes, de roupas caríssimas, de iates e carros, de jactos privados, e de um estilo de vida ostentosos à boa maneira dos líderes africanos corruptos, alguém viu, dizia eu, um grande movimento de solidariedade e ajuda financeira aos seus irmãos negros do sul? Alguém viu P. Diddy, Lil Kim, Russell Simmons, Quincy Jones, Mary J. Blige, e os milhares de rappers milionários de Chicago e Nova Iorque e da Califórnia, fazer o que fizeram alguns actores e celebridades de Hollywood e ajudar, ou abraçar, um desgraçado que perdeu a família e os bens no Katrina? Alguém viu o reverendo Jesse Jackson, ou Eddie Murphy, ou inefável reverendo Al Sharpton, ou mesmo os boxeurs negros e bem de vida como Mike Tyson (e de Michael Jackson e da sua família nem é bom falar) levantarem a voz e a mão num gesto altruísta? Só Oprah Winfrey o fez, e tem feito, e continua a fazer. Ela é a negra mais bem sucedida da América e a que tem maior consciência social. O resto, não existe, ou existe egocentricamente. Corruptamente.Quando se culpa apenas a Administração Bush de tudo, e os brancos de tudo, de todo o racismo, deixa-se de lado o racismo de negros contra negros, o fosso entre ricos e pobres da mesma cor. Existe, e são poucos os que o saltam. Na América, como em África, quem menos ajuda os negros são os negros. "

Clara Ferreira Alves

“Mais vale ser rico e ter saúde, do que pobre e ser doente” – Quitéria Barbuda in “A Esquerda Invejosa”, Revista “Espírito”, nº 19, 2005.

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

domingo, agosto 07, 2005



Vara é um Grande Aldrabão!

Diz que tem 22 anos de CGD, mas só trabalhou apenas 6 meses como funcionário de nível 7, no balcão em Mogadouro, ou seja, ia buscar e levar correspondência, entregar cheques e outras actividades que não exigiam o uso da cabeça. Foi requisitado pelos amigos para ser deputado e 18 anos depois regressa à CGD, sendo reintegrado com o nível 16 e o cargo de Director – Adjunto do Departamento de Obras e Património.
Vara foi assim colocado na estância de repouso para políticos em trânsito para indemnizações e reformas de vários tipos. Pelo caminho tentou fazer o curso de Filosofia e Direito, mas não o conseguiu, tendo-se limitado a gastar dinheiro aos contribuintes com a sua permanência nas faculdades.
Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

sexta-feira, agosto 05, 2005



O Ângulo Raso


Sei muito bem que estou sózinho. Todos os outros desertores já morreram, excepto o Gama que não foi à guerra, porque o papá disse que ele fazia xixi na cama. Como esta guerra não mata nem rouba, já posso armar-me em herói. É a guerra de um traidor no meio do seu ângulo raso. Um "homem", entre aspas, que se bate, talvez em sonho, com os fantasmas dos seus colegas, que se findaram por causa do seu gesto quando era soldado e a Pátria lutava contra os terroristas sozinha. Não há outro sentido senão este. Lutar até ao fim, coisa que não fiz no passado quando precisaram de mim. Não seria bonito se não compensasse aqueles que tombaram às mãos daqueles para onde eu desertei. Seria, aliás uma falta de educação.Não sei ao certo em que guerra estou, ao contrário da outra, que era para defender os portugueses. Todos os dias a esta hora, meia noite, começo a ser cercado por tropas que não vejo. São os fantasmas dos meus colegas que não fugiram para o lado do inimigo comigo, e cujos nomes escrevi numa folha de papel, com as respectivas posições. Sinto-os perto de mim, sei que estão atrás de mim, sinto algo a pressionar as hemorróidas, mas não vejo ninguém. Só os safanões, as cuecas húmidas e o ardor. Por vezes pegam nos megafones e obrigam-me a chupá-los:
- Estás sozinho, és um “soldado” sozinho no meio dos terroristas teus amigos – e dão-me murros na cabeça.
Sei quem são os meus, são os turras, e que país combato, o meu. Defendo este reduto, tentando abafar o meu vergonhoso passado com poemas, mas não passo de um raso, um ser humano raso.Algures alguém me reabastece , é o Alpeida Santos, aquele que trouxe tudo e mais alguma coisa de Moçambique, enquanto os portugueses foram despojados de tudo. Quanto ao Só-Ares, combinou com o José que se ele avançasse com a Ota, onde ele é proprietário de muitos terrenos, ele dava-lhe uma ajuda nas Presidenciais.

Manuel Gay


Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

terça-feira, julho 19, 2005

Quitéria Barbuda
A melhor Comentadora Política da RIAPA e do País
"Enquanto a Política da Água estiver, em termos hierárquicos, abaixo de uns rabiscos feitos por uns mongas pré-históricos e de um ninho dum abutre marreco, os portugueses arriscam-se a morrer à sede num futuro próximo"

Quitéria Barbuda in "A Tragédia de Foz Côa", Revista "Espírito", nº 10, 2005.

"O PS está indeciso entre apoiar um Social-Fascista (Alegre) ou um Fascista (Freitas) como candidato à Presidência"

Quitéria Barbuda in "Cataventos", Revista "Espírito", nº 10, 2005.

"Até agora os polícias só disseram que poderiam vir a bloquear as pontes. Há uns anos a "Ponte Salazar" foi bloqueada com o patrocínio do Presidente da República, o senhor Mário, e toda a Esquerda apoiou e colaborou"

Quitéria Barbuda in "Mudam-se os tempos mudam-se as vontades", Revista "Espírito", nº 10, 2005.

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

segunda-feira, julho 04, 2005


Carta do Kumba Lélé ao primo que ficou em Cabo Verde


Caros primo:


Só eu, os primo Kumba, a contar notícias da vida desde que deixei os Cabo Verde para vir para Lisboa. A vida corre muito bem, vale a pena vir viver para Lisboa. Cheguei o ano passado no Verão e fui viver para os barraca. Pouco depois de ter chegado, apareceu umas senhora esquisita com um cheiro àquela erva da Jamaica, e disse que ia dar casas aos nigga todos. Eu fiquei assustado e disse que não tinha dinheiro para pagá, mas ela disse para não preocupar porque o contibuinte pagava. E pouco depois fui viver para os casa nova.Precisava dinheiro e queria trabalho, mais os broder disse que trabalho é para os branco. E então foi assim que entrei no gang. Trabalhar nos gang é cool. Um nigga passa os dia no cabeleireiro a fazer penteado novo para impressionar os dama, e quando o dinheiro acaba pega no naifa e vai aos comboio assaltá os branco. Nem é preciso ir todo os dia, uma ou duas tarde a roubar dá para toda a semana. Agora só uso roupa cara e todos os semana compro Nikes nova. Além disso,uanto ainda recebo subsídios pagos pelo contribuinte.Agora no verão, às vezes vamos para a praia. É uma curtição, levamos uns tijolos para curtir rap em alto som, vemos os dama e ainda fazemos dinheiro. Um destes dias, eu e mais 500 broders assaltamos todos os branco que estava numa praia do Estoril, e de regresso ainda assaltamos os comboio e os loja. Tu deves julgá que os branco não gosta de nos porque nós esfaqueia muito branco. Mas os branco gosta muito de nos. No televisão toda a gente diz bem de nós e que o país precisa de mais niggas. Os branco é tão estúpido que nós às vezes dá porrada nos branco só para nos divertir. No dia depois de roubar os branco na praia, um nigga do Kacem matou uns branco só para experimentar os catana nova.Há dias, enquanto estava a assaltar uns branco no comboio cortei-me e fui para o hospital. Fiquei com medo porque não tinha dinheiro, mas depois quando sai do hospital nao paguei nada. Disseram-me que o contribuinte pagou. Não sei quem é esse contribuinte, mas deve ser um gajo fixe.Um dia destes a senhora que cheira a droga apareceu na televisão. Eu julgava que roubava para comprar roupa cara e ténis Nike, mas ela diz que não, diz que roubo porque não estou não sei o quê (uma palavra que não percebi).Mas tu não sabe o melhor: Em Outubro vou ser português. É verdade. E as senhora com cheiro a droga disseram que depois já podemos votar no partido delas e ainda ganhamos mais coisas. Eles já têm lá um preto chamado Mamada, que é burro, burro. Também há bué niggas a vender droga, mas eu é mais partir lojas e gamar nos comboios.A única coisa mais chato é os polícia. Às vezes quando nos apanham a esfaquear os branco levam-nos à esquadra para identificação. Até já me tiraram uma foto, como podes ver. Mas depois pedem-nos desculpa e mandam-nos embora.
Vem depressa para Portugal e traz os família toda. Este país precisa de nós.Um abraço do primo Kumba Lélé


Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

sábado, junho 11, 2005


TSUNAMI PRETO NA PRAIA DE CARCAVELOS

Adolescentes e jovens pretos, dos 12 aos 20 anos, residentes nos bairros 6 de Maio e Cova da Moura, na Damaia/Amadora, são os responsáveis pelo assalto, no princípio da tarde de ontem, aos banhistas da praia de Carcavelos. A PSP já deteve quatro elementos. António Capucho, presidente da Câmara de Cascais, já afirmou que os assaltantes, em número de 400, não eram residentes no seu concelho. E pediu mais policiamento. Este fenómeno do arrastão tem origem no Brasil, onde já provocou vítimas mortais. "
Como podem ver são brancos,portugueses,nacionalistas,alguns neo-nazis,penso até que votam no PNR.Não era de esperar tal atitude?Eu penso que sim,pois a impunidade é constante no dia a dia!!!Depois das mortes dos policias,dos roubos,violações é normal que isto mais tarde ou mais cedo acontecesse.Isto também é bom porque assim o povo abre a pestana,e depois quando votam no PS e no PSD não se queixem!!É sempre bom lembrar que hoje no canal dois irá dar um filme que é AMÉRICA PROIBIDA,e já agora recomendo o Portugal Proibido,que tem como artistas principais negros,actores secundários também negros,figurantes,encenadores também são negros da amadora...enfim é tudo negro!!Um elenco de luxo a não perder nas praias de Carcavelos....vamos lá ver se ganhamos um óscar,pelo menos já entramos para o Guiness!!Esta "democracia" já deu o que tinha a dar?Chega de governagem que não levam o país a lado nenhum...É uma vergonha o que se passa dentro de portas e apenas estamos preocupados com porcarias que só alimentam o ego de energúmenos, burros, estúpidos e da cambada de calões que existe por este país fora...
Medidas Urgentes já:
1- fim da ininputabilidade até aos 16 anos já!
2 - prisão com trabalhos forçados já!
3 - expulsão dos adolescentes e suas famílias como fazem os canadianos com os portugueses!
4 - controle de saídas dos bairros ao fim de semana!
Não obriguem os LOBOS CINZENTOS a sairem para a rua!
Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas
Viva o Comandante Guélas

sábado, junho 04, 2005

Direito Penal
Direito Processual Penal do Cidadão
Direito Processual do Inimigo




"A família de Olívio Almeida admite vir a processar criminalmente o agente responsável pelo disparo mortal. A família de Olívio vai também pedir uma indemnização ao Estado português."Lisboa está cheia de cartazes a agradecer aos imigrantes, com frases como "Obrigado Corvo", assinados pela ACIME. Ao contrário do que possa parecer, ACIME não significa Associação de Cretinos Incomensuravelmente Mongolóides e Energúmenos, nemAnormais, Criminosos, Imbecis, Mentecaptos e Estúpidos,ACIME significa Alto Comissariado para os Imigrantes e Minorias Étnicas, um organismo governamental, inútil e altamente oneroso, controlado pelo Bloco de Esquerda através do SOS Racismo (Mamada Ba é simultaneamente dirigente do BE e do SOS Racismo) que faz parte do ACIME na qualidade de associação anti-racista. Aliás, o site do ACIME é facilmente confundível com os do BE ou do SOS Racismo.Pois bem, os imigrantes chegam a Portugal ilegalmente e violando a lei, recebem casas pagas pelo estado Português, têm saúde paga pelo contribuinte Português, têm rendimentos mínimos e todos apoios sociais, partilham connosco todas as nossas infra-estruturas, etç. O contributo que dão ao país é um aumento do desemprego, uma criminalidade explosiva, gangs armados a aterrorizar o país, introdução de doenças infecto-contagiosas como a SIDA, etç.E agora ainda lhes agradecemos, Obrigado Corvo!PS: O ACIME devia era colocar esses cartazes nos 48 bairros problemáticos da grande Lisboa e no concelho da Amadora onde os habitantes nem se atrevem a sair de casa a partir do escurecer. Parece que o CORVO ainda bate as asas mesmo depois de morto.Então não é que a familia do CORVO que passava o tempo todo no crime,vai agora pedir indeminizações ao estado português!!!!Haja coração para isto tudo,sinceramente penso que a vida humana quando se trata deste tipo de criminosos não tem qualquer tipo de valor.Se não mostramos mão dura com eles mais tarde serão os próprios a matarem e massacrarem inocentes. O que aconteceu na Cova da Moura há uns meses atrás foi um Acto de Guerra e como tal deveria ter sido tratado!O Direito Penal deve ser diferenciado, tendo em conta o Crime e os Delinquentes que se pretende punir. Sendo assim, terá de haver um Direito Penal que se aplique à média e baixa criminalidade e outro que se aplique à criminalidade mais complexa e organizada. O primeiro visará os cidadãos integrados no estado, que aceitam a autoridade da norma jurídica, que sanciona o crime. O segundo destinar-se-á aos Inimigos, que rejeitam a Autoridade do Estado.O Direito Penal do Cidadão visará então os criminosos vulgares (homicidas, violadores ocasionais, burlões, autores de crimes passionais, etc.), enquanto o Direito Penal do Inimigo visará os criminosos profissionais, compulsivos e ideológicos (tráfico organizado de drogas, exploração comercial de crimes sexuais, pedofilia, criminalidade económica, terrorismo, etc.).Certos indivíduos ao praticarem certos tipos de delitos quebram o contrato social que os liga ao estado e à sociedade e, assim, devem ser tratados como inimigos. Quem comete, de forma permanente, determinados crimes que ameaçam o Estado e a Sociedade deve ser eliminado como um inimigo. O Direito Penal deverá deixar de ser retrospectivo (que pune um facto já praticado) para passar a ter um cariz prospectivo (que evita o cometimento de um crime futuro). As pessoas passarão a ser punidas pelo que são (capazes de fazer e de pensar). Não de pode defender o Terrorismo e os Terroristas e ficar impune, como ficou Mário Soares ao abandonar os portugueses nas colónias, entregando-os nas mãos dos seus amigos terroristas; ou Louça a aprovar as acções terroristas no Iraque e em Jerusalém.Assim, certos delinquentes deveriam ser objecto de custódias de segurança. O estado deverá responder com uma declaração de guerra a certo tipo de acontecimentos delituosos e não com o Direito. Direito Processual Penal do inimigo – Deverá incentivar-se a denúncia, recompensar-se a colaboração dos arrependidos, violar-se os sigilos. Num contexto de guerra o valor fundamental é a segurança e não a Justiça. O que aconteceu na Cova da Moura foi um Acto de Guerra, e como tal deverá ser tratado. Aqui a função do direito já não é a de realizar a Justiça, mas sim a de legitimar as medidas que garantam a Segurança. Este tipo de gente não merece a protecção da Ordem Jurídica, têm de ser postos fora do género humano. Ao delinquente inimigo deverá reforçar-se as medidas cautelares e preventivas, endurecer-se as penas e a reclusão. Guantánamo é um bom exemplo, o Inimigo tem de ser abatido!Direito Processual Penal do Cidadão – ao delinquente deverá aplicar-se o clássico direito processual penal, com todas as garantias.O tribunal se condena uma pessoa que matou outra, o que é que se pretende?Reafirmar o valor da vida humana ou a autoridade da norma do Código Penal que prevê e pune o9 homicídio?O que é que se quer defender com a pena aplicada, o bem jurídico ofendido ou a validade da norma violada?

Bigornas

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

sexta-feira, maio 27, 2005

"Amnistia Internacional - Portugal na lista negra de violência policial e tratamento dos presos"


Sinceramente não tenho pachorra para este tipo de organizações,que a meu ver muitas vezes têm discursos e atitudes que benefeciam terroristas!!Enquanto a policia castigar criminosos apenas tenho pena que não seja ainda mais duro.A imigração representa cerca de 30%,os individuos de étnica cigana deve por si só representar cerca de 20,30% de pessoas presas nas cadeias!!Penso que isto é demais,já está na altura de os criminosos e as minorias étnicas serem severamente castigadas pelos crimes que cometem contra o povo português!!!Pegando em mais um excerto do relatório:"Em relação a Portugal, o relatório da Amnistia Internacional relativo a 2004 denuncia a existência de várias violações dos direitos humanos, nomeadamente os maus-tratos por parte da polícia e dos guardas policiais, o «elevado» número de presos preventivos, a lentidão judicial, e os relatos de racismo e discriminação. "Penso que o tempo máximo que alguém pode ficar em prisão preventiva é de facto escandaloso,mas o mais engraçado são as afirmações de racismo e discriminação,pois quem é vitima não são os ditos pretos e ciganos,mas precisamente o contrário!!!Este amnistia já mete nojo,muitas vezes me pergunto se estes gajos não ganham o ordenado milionário do Engenheiro Gueterres?

Proveta


Rica vida.....(300 mil dólares por ano)


"Cerca de 300 mil dólares anuais (quase 240 mil euros ao câmbio actual) é quanto o ex-primeiro-ministro português, António Guterres, vai auferir de salário como Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). A informação foi avançada ao CM pelos serviços de Imprensa do ACNUR, em Genebra, na Suíça."O Dr. Guterres vai ganhar 300 mil dólares por ano.Dizem que ele se preocupa com os pobres e por isso vai para este cargo,isto é uma vergonha para Portugal.Os países dão milhões para as nações unidas e elas gastam em altos e bons ordenados.E depois falam da pobreza mundial.Comó é possível alguém ganhar tanto dinheiro?Ele preocupa-se com os pobres?Então comece-se a preocupar com quem paga estes ordenados!!!Este Guterres cada vez está mais rico....."O ex-governante português terá de escolher casa em Genebra (não há residência oficial), disporá de motorista oficial e a segurança é ‘sui generis’, assegurada pela polícia de Genebra, cidade internacionalizada, dada a quantidade de organizações ali sediadas."Pobre coitado......já viram o que ele vai ter?Tenho pena do pobre coitado....A corrupção existe nas nações unidas?Com estes ordenados que isso interessa,o próprio ordenado é uma grande corrupção.Destrui Portugal como durão Barroso e agora vai lá para fora ganhar este ordenado de luxo!!

Tubarão


O fim de Fidel


"Quando um regime muito autoritário mostra uma ligeira abertura, o seu fim está próximo. Em Cuba, o Congresso da Assembleia para Promover a Sociedade Civil (estranho nome!) conseguiu reunir cerca de duzentos oposicionistas, que gritaram vivas à liberdade e vaias a Fidel Castro, num ambiente de grande entusiasmo, onde não faltaram medidas concretas para a mudança. Tudo isto ocorreu nos arredores de Havana, num momento em que o regime cubano enfrenta uma grave crise económica e social e a comunidade internacional acentua as suas críticas. "

Daniel Sampaio

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o
Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

sábado, maio 21, 2005


TOTAL WAR

DESPEDIMENTO DA CIGARRA JÁ!

"A situação é ainda pior do que eu temia(...), o país está confrontado com uma crise orçamental grave" - Vitor Constâncio.

"A essência da operação de propaganda em curso (...) com a ajuda do governador do Banco de Portugal, que nos devia explicar porque é que ele, mais do que ninguém, só agora se apercebeu" - Pacheco Pereira"A culpa da crise económica é das cigarras" - Quitéria Barbuda

Associação para a Exterminação das Cigarras (A.E.C.)

COMUNISMO / SATANISMO

"Esgotadas as receitas extraordinárias, só restam as 'ordinárias', isto é, indo directamente ao bolso dos trabalhadores e da população" - Editorial do "Avante"

"Fazem-me lembrar os tempos do PREC, em que os comunas & associados derreteram em meia dúzia de meses o ouro que o nosso padrinho Salazar tinha amealhado durante 40 anos. E ainda estamos a pagar a factura do Vasco e do Álvaro". - Quitéria Barbuda in "Desinfestação de Comunas já - uma humilde ajuda à co-incineração", Revista "Espírito", nº3, 2005.

O Ánhuca

"Se há alguém no PSD que ao longo dos últimos 30 anos sempre se preocupou em colocar os amigos no aparelho de Estado, aqui e além, é o doutor Marques Mendes" - Isaltino de Morais

"E a questão do casarão do Marques no Alto do Lagoal? Continua a pagar o imposto de um T0 na Brandoa"? - General Tubarão

O Viciado

"Não vejo porque é que um político como Ferro Rodrigues não possa ser considerado um bom candidato presidêncial" - Francisco Assis

"Gostar de estar escondido atrás das cortinas a ver um amigo a papar um Franguinho, não é um bom cartão de visita" - Quitéria Barbuda

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

domingo, maio 15, 2005

 /
Os Comunistas e o Sexo

Episódio I

Os Comunistas também falam de sexo. Entreouçamos a Sopeira do Povo, Odete:
- Acho que fui uma adolescente comunista normal. As minhas fantasias sexuais eram com cabras, ovelhas, e à falta de imaginação com os camaradas Cunhal, Lenine e Marx. As paredes do meu T0 na Brandoa, estavam cobertas de fotografias feitas por aquele camarada pedófilo que no 25 de Abril fotografou uma criancinha a pôr um cravo vermelho numa G3. A seguir papou o puto. Eu imaginava-me embrulhada com o Cunhal e o Pato, a roçar a dita nas sobrancelhas sensuais do chefe. A minha primeira aventura foi numa pocilga com o Brito, um porco chileno. Tudo começou na palha e acabou no charco. Como havia outros camaradas presentes, o espaço era exíguo. A uma dada altura apaixonei-me perdidamente por um cubano de nome Castro e rumei para o Alentejo. Quando o encontrei, dei de caras com um burro. A relação foi tão intensa, que me cresceu o bigode.

Episódio II

Para a Odete , os russos tinham descoberto uma zona erógena popular. Todas as mulheres, operárias e camponesas, passariam a disfrutar do Paraíso na Terra, e tudo graças aos amigos soviéticos, os verdadeiros camaradas. Não era o Clitóris (nome dado pelos capitalistas), nacionalizado pelos revolucionários de 1975 com o nome de Grelo (em homenagem a uma célebre Ceifeira Catarina Eumacho, que mais tarde se veio a descobrir ser um transexual). A descoberta russa, exclusiva da classe operária e, segundo as fugas de informação (que também existiam no Comité Central), situava-se num local inesperado, muito pouco explorado pelos homens, e pelas mulheres (no PCP eram todos iguais naquela altura, em Espírito e em Fenótipo).Com a divulgação da grande descoberta, a mulher operária e camponesa passaria a ir e a voltar, deixando para trás as maneiras burguesas de ficar estatelada na cama a beber um vinho do Porto, enquanto o tio lhe ia ao mealheiro. A "Nova Mulher" iria, comeria tremoços, e voltaria à fonte para mais uns gostinhos. Passaria a valer tudo na cama, a revolução não teria limites, nem participantes. A máxima estalinista que dizia que a "Educação Sexual" significava bater antes de entrar, iria passar à história, como a "Antitese da Evolução Sexual" (ESO). Mas, afinal, onde se situava essa zona? Em breve, muito em breve, o Comité Central iria divuldar. Até lá, mantinha-se o Tesão, perdão, a Tese!

Proveta

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

sábado, maio 07, 2005


Estórias de Encantar sobre Paço de Arcos

VIAGENS NA MINHA TERRA

Almeida dos (CI)Garrettes

História nº 6

A Pia da Terrugem

Como é que se preserva a memória de uma Pia, actualmente desactivada, e que durante 150 anos foi considerada o maior Cagadouro da Europa?"Não apenas estudando os dejectos e os papéis (higiénicos) ainda existentes, mas sobretudo revitalizando cultural e socialmente o lugar, onde chegaram a cagar mais de 1000 pessoas ao mesmo tempo, e na qual hoje só se veêm rolas".A Pia da Terrugem foi a percursora do Chalé da Merda em Paço de Arcos, junto ao antigo Cine-Teatro. As palavras do historiador Serra reflectem a ideia primordial de uma inédita iniciativa - a criação de uma Fundação da Merda, para dar corpo ao projecto de reconversão da antiga Pia da Terrugem.A Fundação do Benemérito da Suiça pretende agora revitalizar o Cagadouro."Se fôr eleito contem com os meus cagalhões"! - Prometeu Isaltino.Entre 1854 e 1966, foram deixadas mais de 25 milhões de toneladas de merda, escoadas pelo Manelinho na sua carroça, para a praia de Caxias.

"O cheiro a merda é tão intenso, que nos traz à memória a alegria do Comité Central; mas o meu contentamento é maior porque caguei ao lado do visconde Cu-nhal, que faz tipo ovelhinha, com cor de camarada, umas azeitonas vermelhas(...). Vi também o Paulinho Pedra Osso, sobrinho do Conde Ferro Velho, que gosta muito de ajudar a criançada, sem papel, a limpar os seus cus jovens, com a ajuda da sua tromba, segundo se diz. O seu padrinho, o aldeão mais feio, gosta muito de assistir à cagada dos futuros aldeões(...). O Só-Ares caga tanta sentença (feze líquida), que o povo anda com molas no nariz o resto do dia(...). E a marreca da mulher vai sempre com o seu Janeca, para limpar o cagueiro aos dois".in "Caganças Gerais" - Edições Largo do Rato 1876

Constituída há um mês pelo município e pela " La Gamadora", empresa de Pierre-Pomme-de-Terre, que jura ser a proprietária da Pia, a Fundação do Benemérito da Suiça, pretende reactivar o local, pois os Cagadores do Bloco aumentaram."Exigimos umas escadas para a nossa camarada cagadora anã Ana Traque". - Reinvindicou o maior cagão da zona, o Loiças. - "Temos tanta merda para dar ao Povo, que chegou a altura de arrearmos as calças".

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

sábado, abril 30, 2005

INTERVENÇÕES FASCINANTES

"O fascínio por este senhor agradável, com uma voz suave, que além do mais é um chefe e um amigo paternal, que salvou Paço Arquianos do bolchevismo, faz com que o Bde o trate por "Tio Guélas".Quitéria Barbuda

25 de Abril de 2005Há 31 anos atrás meia dúzia de capitães com medo de ir para a guerra defender a pátria resolveram fazer uma Revolução. Estava no Poder um Governante medroso que tinha a Força suficiente para resolver o problema. Fugiu e deixou a pátria a homens que se revelaram terroristas e traidores uns anos depois. Milhões de Portugueses de todas as raças morreram por causa deles! Foram os responsáveis pelo Holocausto Africano.Hoje as bandeiras estão a meia-haste na República Independente do Alto de Paço de Arcos, por ordem do Exmo. Comandante Guélas, Potestade da Net.www.riapa.pt.to

Já passaram 31 anos do 24 de Abril de 1974! "Eu ainda sou do tempo em que os "homens maus" iam de férias, de borla, para o Tarrafal" - Quitéria Barbuda Porque é que agora as Férias no Tarrafal são só para os homens ricos (políticos corruptos incluidos)? - Operário da Construção Civil Mais perguntas do Povo Trabalhador aos Governantes em: www.riapa.pt.to

Primo Tacho Freitas dá Emprego a um Primo O contemplado chama-se Paulo Freitas do Amaral. Foi nomeado assessor a 18 de Março, pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, António Braga, que está sob a tutela de Diogo Freitas do Amaral. O rico primo passou a ganhar 2.750 euros mensais para “desenvolver trabalho na área da juventude e do associativismo dos portugueses residentes no estrangeiro”. Rico tacho!S.I.R. (Serviço de Informações da RIAPA)

“Uma das Grandes Fraudes da nossa História dá pelo nome de Aristides Sousa Mendes, que enriqueceu à custa de 30 mil judeus. Levava 500$00 por cada passaporte, que Salazar ordenara para serem distribuídos de borla. A mulher gastava o que tinha e o que não tinha. Salazar descobriu o negócio e castigou-o”, in “As Grandes Mentiras, Carlos Ponta, “Espírito”, Revista Oficial da RIAPA, Nº 1, 2005“Um Homem Bom – O Esdrúxulo EspinhoEm Maio de 1940, enquanto que a França bolchevista se ajoelhava às patas de Hitler, 700 mil refugiados judeus amontoavam-se em Bordéus. Apercebendo-se da situação desesperada daquela gente, o cristão António de Oliveira Salazar dava ordens ao pessoal do consulado para darem com urgência os vistos. Vendo uma fonte extra de rendimentos, a ordem foi cumprida, mas atroco de 500$00 cada passaporte. E para ganhar ainda mais, o negociante diplomata parte para Bayone, vai até à fronteira de Henday e, com a sua caneta, assina a papelada….a troco de uma notinha. Quando Salazar é informado da situação, manda regressar o responsável e expulsa-o do Corpo Diplomático, obrigando-o a devolver o dinheiro. Ficará célebre a frase de Salazar: ‘Salvarei todos os que puder ‘”.Milhas Ruah in “Espírito”, Revista Oficial da RIAPA, nº 1, 2005

“O Comandante Guélas não é só um Paço Arquiano, nem só um Português, ele é Universal” – General Tubarão no discurso de assalto a um ninho de Bolchevistas em 1975.

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

WWW.RIAPA.PT.TO

sábado, abril 16, 2005

Free Image Hosting at www.ImageShack.us



VIAGENS NA MINHA TERRA

Almeida dos (CI)Garrettes

Estórias de Encantar sobre Paço de Arcos
(Continuação)

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

História nº 4

A Campanha do Seixal

Parte II

Mal viram o capitão Pierre Pomme-de-Terre com o cartão levantado a dizer "Paço D'Arcos" e uma insígnia da Quitéria Barbuda, o Comuna-Chefe entregou a sede, que foi de imediato queimada, fazendo lembrar os bons velhos tempos de 75. Todos comemoraram a desinfestação, frades, pobres, trabalhadores, operários, fidalgos e camponesas. Agradeciam por os terem libertado de tão "vil e porca gente, que nem as criancinhas respeitam, porque as comem ao pequeno-almoço". (in "Receitas com Miúdos" - Edições Renovadores).O Capitão juntou-se ao Tenente Proveta e todos marcharam sobre o Comité Central, um antro de hereges escabrosos com donzelas peludas. A notícia do desembarque provocou o pânico na festa do "Avante". Nas primeiras horas da manhã os camaradas abandonaram o palco com os seus haveres, levando nas carroças, puxadas por trabalhadores, as suas fortunas. Dirigiram-se para o Barreiro e o Montijo."Vi, com estes olhos sagrados, levarem um velho vermelho chamado Barreirinhas, dentro de uma carroça carregada de estrume. Taparam-no com tanta bosta, que muita dela entrou-lhe pelos ouvidos e instalou-se dentro da cabeça" (in, "As Guerras Justas" - Edições Patrão Lopes)Defronte de um pequeno castelo, um vermelhuco tinto, tentou resistir às forças do Comandante Guélas. Chamava-se Chico Esperto Loiças, e proclamava-se o único a poder falar de bosta de boi, pois já tinha provado muitas. Acabou por ser degolado na Ribeira, como era lógico. A etapa mais delicada da missão aproximava-se das Tropas Expedicionárias do Comandante Guélas: a desinfestação do "Curral dos Camaradas", um antro de xungosos e camponesas de bigode, lideradas pela mais fanhosa das fanhosas, a Katrina Eumacho, uma fêmea que amealhava quotas para o partido no Cais do Sodrá e em Monsanto, junto à Marreca. Albergava nessa altura entre as "canetas", o célebre Canhão do Diu, o marsápio do operário mais avantajado do Seixal. Na manhã de 1 de Junho o Exército Vermelho recolheu-se dentro da "Cooperativa de Reabilitação de Operários" e entulhou as portas com o lixo da sua campanha. Depois de um breve reconhecimento, as tropas Paço Arquianas comandadas pelo valorouso Bajoulo, entrincheiraram-se entre os Moinhos de Vento e a lija das 300 coroas, dominando todo o espaço e beneficiando de bons alojamentos no Bar 25."O Regresso foi feito ao sabor da maré, tendo os cruzados do Comandante Guélas sido recebidos pela populaça e alojados, como prémio, na famosa Pensão Moreira" (in, Roteiros do Sexo, Edições Capitão Porão)

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

História nº 5

O "Caso Del Gado"

O roubo de gado foi um problema muito grave na pacata aldeia da Terrugem, em meados do século passado. Ainda sou do tempo em que roubaram a Quitéria e a devolveram uns dias depois com um enorme buço e sem as teias de aranha. O Craveiro Lopes não gostou da brincadeira e deu-lhe uma coça das antigas, que a deixou com um "olho à Belenenses". Soube-se mais tarde que tinha sido um engano, a Quitéria fora levada no meio do rebanho pelo pastor Ánhuca, que a confundira com a "Bigodaça", a ovelha com o melhor rabo da região PaçoArquiana. Mas o caso mais dramático, que envolveu todas as forças policiais da zona norte, foi o desaparecimento do Boi, que se dizia Cobridor, mas afinal era só de língua, o Del Gado. Na manada comportava-se como um verdadeiro General.O Del Gado era um Boi curioso e atento aos detalhes, abordando os assuntos de forma muito discreta. Era um Cobridor de Língua muito seguro, nunca se engasgava. Os companheiros chamavam-lhe o "Garganta Curta".Na noite de 13 para 14 de Fevereiro de 1965 algo se passou na Quinta dos Fideles. Os populares só se lembram dum barulho muito grande, "semelhante a um peido do Graise dado no Algarve na casa do Conan, no quarto ao lado do das primas, em que ele acusou o Mac Macléu Ferreira, apresentado no dia seguinre às primas, durante o pequeno-almoço", seguido dum enorme clarão "parecido com o que queimou os cu-elhos do Pilas, na casa da Guetrudes no Algarve, quando ele resolveu aproximar uma chama dum BIC, e peidar-se para cima dele" - contou-nos o popular Grilo.No dia seguinte deram por falta do Del Gado e da cabrita Arajá Rir. Rapto? Fuga? O assunto era grave, o Manelinho do Estrume estava foribundo. Tinham-lhe levado a Arajá Rir, a cabrita que lhe dera mais prazeres na vida. A população fez uma batida ao Ánhuca e descobriu-o colado com a cadela do Milhas, a "Laica". Só a pronta intervenção do Investigador do S.I.R. (Serviços de Informação da RIAPA) Joaquim Caça-Ratas, é que salvou o pastor dum linchamento.- E o Del Gado e a Arajá Rir? - Perguntava indignado o povo.- Foram vistos a caminho da Ar- Gélia - respondeu a Sesaltina, filha do Manuel Motorista.Fugiram para Ar-Gélia, a quinta do visconde Todo Boneco, aquele que nas cenas de ósculo no Cine-Teatro de Paço de Arcos gritava sempre,"espera aí que já cospes".Mas havia outra ausência. O Pateta Alegre não tinha aparecido na pocilga para o jantar, mas ninguém referia o assunto.- Nesta quinta o porco não tem classe, ideologia ou raça. É transversal, sai e entra quando quer - explicou o João da Quinta, coçando a cabeça e tirando a palha da boca.- Este tipo não bate bem da tola - riu-se o inspector Joaquim Caça-Ratas.- Deixa-o falar - pediu o colega Mac Macléu Ferreira.- O Pateta Alegre é o emblema desta quinta - continuou o Sr. João. - Ele é o emblema da cretinização generalizada, do cinismo sem escrúpulos, da miséria política e do pensamento. Ele representa a censura genética, na sua república só se admitem porcos: o Só-Ares da Quinta dos Patos Bravos, o Akaide Santos, da Quinta dos Intrujões, etc. E o Pateta Alegre é um Senhor Porco!

Bigornas

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

sábado, abril 09, 2005

 /

VIAGENS NA MINHA TERRA

Almeida dos (CI)Garrettes

História nº 1
Paço-Arquianos - Seres Encantados da RIAPA

Os Seres de Primeira Categoria (ou Elementares) são o Mocho, o Tubarão, a Tita dos Pés Sujos, o Focas das Docas, o Ratinho Blanco, o Cociolo, o Graise, o Chico Sá, o Velhinho, o Álhi, o Craveiro Lopes, o Serapito, o Ginja, o Estalinho, o Carlos Ponta, o Bajoulo, o Mac Macléu Ferreira, o Milhas, o Pierre-Pomme-de-Terre e o Ánhuca. Os Seres de Segunda Categoria (ou Complementares) são o Irmão do Milhas, o Taka, o Grilo, o Pingalim, o Trovão, o Bigornas, o Zé Luís, o Zé Fotógrafo, o Zé de Porto Salvo o Capitão Porão, o João da Fruta, o Toguinha e o Zé da Fruta. Todos estes Seres Encantados são chamados Paço-Arquianos, porque são os representantes dos quatro territórios: Paço de Arcos de Baixo, Paço de Arcos de Cima, Tapada do Mocho e Casa do Milhas (com a Terrugem incluída).Os Elementares são os representantes de Deus na Terra, cuidando dos jardins, dos recheios das casas, da mulher do coveiro e das contas bancárias.Os Complementares dinamizam a vida dos habitantes de Paço de Arcos tornando-a hilariante.Quando algum objecto de casa desaparece, só pode ser o Grilo, o Pierre-Pomme-de-Terre ou o Zé de Porto Salvo; quando o seu filho de 10 anos lhe disser que um senhor muito simpático lhe ofereceu um lanche e o convidou para ver uns filmes no dia seguinte, na sua casa, só pode ser o velho Capitão Porão. Os Seres Paço-Arquianos são muito brincalhões, adoram sumo de cevada e são criaturas nocturnas. Enquanto os humanos dormem, eles trabalham e divertem-se, excepto o Bajoulo que já não consegue levantar-se. O Pierre-Pomme-de-Terre é o mais viajado, principalmente depois do desfalque que deu na empresa. Foi visto ultimamente numa ilha açoriana a tratar dos negócios dos autóctones. O Trovão é o mais pequeno, medindo 90 cm de altura e sem forma definida. Existe uma lenda que conta que de todas as vezes que um humano diz que não acredita em Paço-Arquianos, apanha com uma dose de Litopol.
História nº 2

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Os Paço Arquianos

A diferença entre os Paço Arquianos e os Outros não é uma diferença quantitativa, mas sim ontológica. E esta diferença não pode ser esquecida nem subestimada. É perceptível na literatura da Terrugem. Para sintetizar metaforicamente essa diferença, poderemos explicá-la da seguinte maneira: na Praça de Paço de Arcos a tainha do esgoto linda pescada pelo Vilas, articula-se em tornpo da loja do João Gordo, e com certa regularidade o Ratinho leva uma carcaça e papa a petinga da mulher do coveiro. Esta experiência de Selecção do Peixe, exclusivamente Paço Arquiana, não é conhecida por nenhum português. É baseada em testemunhos directos, factuais, puramente narrativos, que es podem contar por milhares, e aos quais se juntam umas quantas tentaticvas mais elaboradas de uma escrita que Bigornas qualificou de "filtrada".

História nº 3

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

A Campanha do Seixal

Parte I

A 18 de Abril de 1589 o célebre Corsário e Almirante Paço Arquiano, Sir Francisco Americano Traque, partia da Praia Velha rumo ao Seixal. Esta foi uma das maiores expedições navais do século XVI, antes da construção da Ponte Salazar. A bordo da Armada seguiam os valorosos soldados da Real Casa de Guélas, Prior da RYAPA, grande vitorioso da Batalha do Litopol, contra os vermelhucos do Cine-Teatro de Paço de Arcos e o seu filme "Solaris", que só foi visto pelo povo durante cinco minutos.Na chalupa da frente, "A Deusa", D. Bajoulo de Portugal e Terrugem, comandava um contingente de 25 soldados, mostrando ao mundo que a RYAPA passava à ofensiva pelo domínio da Vila de Paço de Arcos sobre o Éter.A RYAPA tencionava repetir o êxito dos ataques-surpresa à Casa do Barnabé, um antro de seixalenses caviar, que ficou de rastos, obrigando-o a fechar-se no seu castelo, com pavor. Com isto alcançou-se uma grande vitória.Sir Francisco Americano Traque investia, desta vez, contra o Grande Canzoada, com o objectivo prioritário de destruir as unidades soviéticas social-fascistas do Seixal e interceptar a "Frota do Loiças", um castelhano de voz amaricada e sabedoria feita na recolha de camisinhas nas praias de Algés. Após a largada, quatro blogues rafeiros desertaram do Seixal e prometeram fidelidade eterna ao D. Guélas, enviando mensagens de apoio ao Grande Líder.A 6 de Maio chegaram a Belém e deram de caras com quatro nativos a paparem uns conguitos nos jardins. D. Bajoulo de Portugal ordenou um desembarque relâmpago contra os galifões que estavam a abusar dos cocos e trouxe-os, sob prisão, para a chalupa. Fica aqui o relato do cronista Ánhuca, feito para a "Voz de Paço de Arcos":"(...) O espanto foi tão grande quando D. Bajoulo puxou das cangalhas do marinheiro Mocho, com fundos de garrafa, e as pôs junto às suas órbitas. Viu quatro homens feitos a paparem as traseiras miúdas de quatro mancebos ainda sem cúelhos (...). No interrogatório ficou a armada a saber pertencerem os quatro cavaleiros à "Casa Real dos Erres", propriedade dos Panascas de Santarém. Os nomes não deixavam dúvidas que estavam apostados em mariquices: Sóacres, Gâmeda, Tenebroso e Ferritinhos (...). Tinham obrigado as quatro alminhas a fumar e a sentir a textura dos seus charutos. Os réus foram de imediato deitados ao rio, com pesos nos pés, antes que os seus amigos viessem amnistiá-los".Pelas 10 horas da manhã de sexta-feira, 26 de Maio, o Seixal é surpreendido por uma esquadra de 80 navios (chalupas, cocos, repimpas e camaras de ar) manobrando ao largo. Perto das 16 horas Sir Francisco Americano Traque, dá ordem para o desembarque às forças de D. Tubarão e D. Trovão, que ocupam de imediato o primeiro Bar da terra."A comunistagem que fugia era tanta, que pareciam as pulgas a abandonarem o Lopes, depois do fidalgo Daniel lhe ter deitado umas barcaças de Xeltox. Deixaram para trás as donzelas, mais peludas que o capitão Porão, cada qual com um buço maior que a pintelheira de Dona Quitéria Barbuda (...). Nem para o B_ _ _ _E estas comunas servem, gritou o Alcaide Zé Pincél, pedindo desesperado aos Paço Arquianos que o levassem para a Gloriosa RYAPA".


Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas


Viva o Comandante Guélas


WWW.RIAPA.PT.TO

segunda-feira, abril 04, 2005

ECCE HOMO
"Por todo o lado deparo com gente a reclamar-se Paço Arquiano e amigo do Comandante Guélas"
Tubarão

Os Ensinamentos do GUÉLANISMO


Canto I

Como se chega a ser o que se é

O Comandante Guélas é um pensador que se lê com uma emoção profunda, com a alegria da autêntica descoberta. Guélas é um filósofo! Há nele um misto de Pascal, de Tubarão, de Rousseau, de Mocho, de Kierkegaard e de Conan Vargas. O pensamento de Guélas representa um perigo para a esquerda ressabiada, pois é um pensamento lógico, justo, socialmente útil e humanamente correcto. Guélas é considerado o grande libertador das formas de pensamento arbitrário de Paço de Arcos, e da própria Europa. A obra do Comandante Guélas e da sua RIAPA aparece com uma intenção transmutadora e como um sopro revolucionário e heróico, desrespeitando as formas de pensamento sagradas e dos valores impostos por uma revolução caduca. Ele fustiga o conhecimento imaculado dos comunas, desvenda as obscuras origens daquela gente e liberta o ser humano das grilhetas que lhe foram impostas.A obra da RIAPA traz consentimento e genial impulso ao pensar. O Comandante Guélas não se limita a denunciar uma crise de valores, ele exibe essa crise na intrínseca relação do ser e do saber. O pensamento só vale quando nele se joga todo o homem Paço Arquiano e, mais que isso, quando todo o RIAPIANO é tido em conta. Devido ao Comandante Guélas e aos seus pares, surgem cada vez em maior número em Paço de Arcos aqueles que se interrogam: "para que é que eu vim para este Mundo"? (Milhas, 1984).O senhor Milhas Alá Beduíno Azias, uma figura ímpar de Paço de Arcos, surge assim entre os mais paradoxais pensadores de Paço de Arcos, na forma e no conteúdo do pensamento. Além dos passos de estranha e rara beleza deste beduíno, o seu jeito para conduzir motas já o colocou a sorrir serena e omnimodamente para S. Pedro. Mas na altura não o quiseram no Céu, pois diria com toda a certeza: porque é que eu vim para o Céu?O Comandante Guélas exige novos valores para o futuro e a sua exigência encontra um eco cada vez maior na Net. É uma ruptura completa com a filosofia imposta pela esquerda ressabiada.

Canto II
Os Ensinamentos do Comandante

Não há nada mais simples do que encontrar um livro sobre a RIAPA. Em 99% dos casos são elogios, porque as suas teses sempre inspiraram os sábios ao longo dos tempos. E daí o renascimento contínuo do Comandante Guélas e a sua presença constante por detrás dos acontecimentos históricos. O seu livro "RIAPA ou Morte" é um "best-seller" a nível mundial, das leituras na Net nos últimos dois anos. Dizem os entendidos que já se venderam vinte milhões de exemplares, e que muitos comunistas já se converteram ao Guélanismo. A sua mensagem passa, de boca em boca, e por via escrita. Esta mensagem deve-se ao desencanto da racionalidade e do cansaço da Esquerda, com todos os seus efeitos de faltas de resposta para a grande questão do Milhas: porque é que em vim para este mundo?.E com isto fica respondida a eterna questão, a Morte, porque ou RIAPA ou Morte. É simples, muito simples. O Comandante Guélas vem resolver os problemas. A razão de ser de tanta agitação reside no aspecto cultural paço arquiano, que tem as suas raízes na Terrugem, tanto de feição Tradicional (Linha Manelito da Carroça), como Ortodoxa (Linha do Ánhuca), como Protestante (Linha da Quitéria Barbuda). O livro "RIAPA ou Morte" é uma literatura importante na hora histórica e cultural que vivemos, por dois motivos: o primeiro, o essencial, consiste na substância da revelação, o casamento de Bajoulo e Tita dos Pés Sujos e o segundo, a forma esotérica de apresentar o assunto, o Bajoulo a beber sumo de laranja na boda. Tanto a forma e o conteúdo caminham de mãos dadas. O povo já não quer "segredos" e "enganos", quer a Verdade. Com este livro é reposta a verdade dos factos, escondida há séculos. O Comandante Guélas traz consigo uma Nuvem de Verdade, a promessa de todos atingirem o Pleroma. Guélas sabe que todos estão sedentos de Unidade!

Canto III
As Escritas do Mestre

O Comandante Guélas é o Profeta do Levante, que pugna, acima de tudo, pelos grandes valores universais, transcendendo culturas, países e religiões. Na sua obra oral, além da paixão pela sua figura no espelho, encontram-se ecos da poética Sufi e Paço Arquiana, sobretudo Milhista. No entanto, a todas incorporou com um sentido muito próprio, dizendo a este propósito: "A minha doutrina diz que apenas existe uma única religião abstracta e absoluta, na qual as manifestações são múltiplas - o Guélanismo. Porque somos todos filhos de Paço de Arcos, e as diversas ruas representam os diferentes dedos da única mão amorosa do Guélas Supremo, que se dirige na vossa direcção com ardor, para nos guiar à braguilha das calças".Considerado por todos os Paço Arquianos como um profeta dos tempos modernos, o Comandante Guélas tem sempre um largo acolhimento na Net, pois a sua obra pictórica e escrita funcionam como um todo. As escritas do Comandante Guélas têm como primado causas justas, que levam os leitores a nunca mais o quererem deixar de ler.Livros do Comandante Guélas"A pedra Marcada pela Insistência das Mijas"Aqui o Bajoulo afirma a partir de uma pedra marcada por séculos de mijas de Paço Arquianos, estar "cansado", sem "tesão", "à rasca do cu", onde uma voz tremida pela Besana é interrompida pelo relâmpago dum peido de companhia, que lhe dá um certo amparo naquela noite fria, em cima da V5 gamada em Monte Gordo e escondida na casa do Conan. É neste momento que ele escreve na pedra o nome da Tita com um jacto de mijo. No dia seguinte o tesão de mijo aparece como um esforço de dor, uma tensão estética, uma espécie de música partida no extermínio do quotidiano pessoal."O horror. A fotografia parada do horror. A Tita está nua a seus pés. E nele, encerrado, o grito. O corpo parece o de um bacalhau Pascoal, o tamanho das unhas dos pés dão a ideia de uma águia".Aqui a imagem do Paço Arquiano Bajoulo é clara, rigorosa e final, como a Verdade. É uma forma de a arte estar a comprometer-se com os outros a partir do dentro de um só. É o sábio grito de Epicteto!"O chão serviu-lhe de Cama"É uma obra breve, muito breve, porque o herói se chama Milhas, e é o Paço Arquiano mais complexo. É um herói da tragédia antiga no âmago da sua destruição. Milhas é um real sem saída."O Senhor Peido"Trata-se de um escrito de prosa, em estrofes, dos flatos do Graise, carregado de uma meditação reiterativa que recusa reivindicar-se de "fenomenal", para se afirmar enquanto "resistência em face da ameaça". Graise está sempre alerta!

Canto IV

O 69

O Comandante Guélas vive em perfeita integração com o Cosmos. A sua vida é um exemplo de como a contemplação, juntamente coma inteligência prática, trazem a felicidade à blogosfera. Ele combina metafísica com física, o místico com o real, a erudição com o discernimento, as bejecas com os tremoços, no "Tino", e por isso é feliz e está integrado em Paço de Arcos e este no Cosmos. Todos os dias a página do Comandante Guélas recebe grupos de pessoas que vão beber da sua sabedoria no seu apêndice eriçado, e a todos conta que foi através da contemplação e do uso do contemplado, e de umas bejecas que sobraram da viagem na "Deusa", que encontrou a resposta.
- E qual é a resposta, mestre? -Perguntou um dia o pecador Luis Rainha.
- Sessenta e Nove.
- Sessenta e nove, mestre?
- O número sessenta e nove. Ele mudou a minha vida, e pode mudar a tua.
E o Comandante Guélas contou que, nas suas viagens, quando ainda era um pobre cobridor da Linha de Cascais, descobria que o sessenta e nove comandava os destinos de muitos Paço Arquianos, era o número da harmonia, eram os nove pontos cardeais (exclusivos de Paço de Arcos), somados aos quatro elementos da vila - Cerveja, Vinho Casal Garcia, Laranjada e Água -, somados aos cinquenta e seis desfalques feitos pelo Pierre Pomme-de-Terre. Não nos podemos esquecer também dos 3 princípios básicos da alquimia de cada Paço Arquiano: metano, cevada e urina.E o Comandante Guélas contou que nas suas muitas cobrições de intelectual generoso, descobriu que eram doze as cuecas do Bajoulo, com as quais o imperador da Terrugem, o Manelinho, alimentava a terra, para assim assegurar aos seus súbditos bons ânus. Sessenta e nove eram as portas da quinta do Leacok, sessenta e nove eram os filhos do Manelinho, 69 eram as bejecas que o Bajoulo consumia diariamente depois do casamento com a Tita, etc.,etc.E o Comandante Guélas contou que num dia sem fêmeas, o pior de penúria e dívidas, consultou o Tarot do Milhas e tirou o décimo segundo arcano maior, a carta do Irmão Janeca, que marca o apogeu de um ciclo evolutivo: o dia do "Porque é que eu vim para este mundo"? Um sinal de que estava à beira da redenção o 69 o salvaria. Sonhou então naquela noite com a Quitéria e que uma força poderosa impelia a sua língua para aquelas cuecas de renda amareladas. E começaria a lamber por onde? Decidiu-se pelo pintelho 69. O acto aumentou o seu poder de contemplação filosófica e trouxe-lhe a Felicidade.
- Mestre, onde ficam essas cuecas, que eu já estou a salivar?- Perguntou Luis Rainha.
O Comandante Guélas sorriu.
- Procura as tuas próprias cuecas. Já te fiz o diagnóstico, é só começares a lamber.

Ánhuca

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

WWW.RIAPA.PT.TO

domingo, fevereiro 13, 2005

 /

Departamento do Ambiente de Paço de Arcos - Reciclagem dos Contentores do Lixo

A FORÇA DO LITOPOL


- Afonso, vou-te contar uma história. Há muitos, muitos anos, no período revolucionário do 25 de Abril, o vôvô e uns amigos malandros, foram ao Cine-Teatro de Paço de Arcos ver um filme oferecido pelos Comunas, que se chamava "Solaris ". O vôvô viu dois dos malandros deitar o ácido por cima do pó. A nuvem que saiu da caixinha foi direitinha para o balcão. O Chico Sá, que tinha acabado de entrar, fugiu em debandada, assim como o Focas, que passou por cima do único preto que havia em Paço de Arcos., e o Marreco (não confundir com o Marreco das Pívias)que projectava o filme. Atrás deles foi todo o cinema. Os Comunas acusaram a reacção de um atentado ! Foi chamada a polícia, que iniciou de imediato a investigação. Quando descobriram o 1º suspeito, o senhor Carlos Ponta, o interrogatório foi acutilante:
- o senhor estava no cinema ?
- Sim, senhor guarda.
- E o que foi lá fazer ?
- Ver o filme.
Fim do Inquérito !O filme recomeçou 1 hora depois, no meio de um enorme cheiro a merda. Os comunas foram obrigados a assistir por ordem do Comité Central e o Milhas também, pois foi o único a quem cobraram a entrada.
- E fizeram mais atentados, vôvô Chico ?
- Sim, os malandros dos amigos do vôvô fizeram muitos mais ataques. A Linha de Cascais ficou impregnada do cheiro das cuecas do Bajoulo. Os piores eram um certo bando de 10 irmãos.
Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas
Viva o Comandante Guélas

 /

SEM VERGONHA NA CARA

Causa mal-estar ver Sócrates pedir votos aos eleitores, em troca de promessas que sabe que não pode cumprir. O PS esteve no Poder há três anos e fugiu. Como é que o PS pretende que os portugueses tenham esquecido o que se passou com o Sr. Guterres? Deixou o país em tão mau estado e com tantos problemas, que é difícil compreender que os socialistas estejam tão ansiosos para assumir o Governo. O Povo está desconfiado e começou a abrir os olhos. É por isso que não quer ir sair à noite com Sócrates.
O PS nunca conseguirá controlar o défice, e muito menos com o Bloco. O PS nunca fará uma Reforma do Estado, porque a sua tendência será para dar emprego aos amigos na Função Pública. O PS nunca fará nada pela Educação: a autoridade dos professores foi-lhes tirada sempre por eles e o desmantelamento das Escolas Técnicas após o 25 de Abril foi da sua responsabilidade. O PS nunca fará nada pela Justiça – a burocracia do funcionamento é da sua inteira responsabilidade. O PS nunca fará uma reforma da saúde – no dia em que os médicos tiverem relógios de ponto, como em todos os outros países europeus, não haverá esperas tão grandes nas consultas e nas operações; o PS sempre foi contra esta medida, por causa dos amiguinhos. O Desemprego subiu porque o PS nunca quis flexibilizar as Leis do Trabalho, para obrigar os parasitas a trabalhar. Preferiu o Rendimento Mínimo, criando assim uma nova classe de subsídio-dependentes. Como é que num país em que há tantos desempregados, é necessária mão de obra estrangeira?
Salazar, que foi o melhor Político de todos os tempos, resistiu a entrar para o Governo, porque considerava a tarefa difícil e uma responsabilidade demasiado grande. Sócrates, que é o que toda a gente sabe, anda como um tolo a desejar ir para o Poder a todo o custo. É o que diz o Povo, “dá o …e cinco tostões”.
Quando foi para S. Bento, Salazar passou 40 anos ao serviço da Pátria. Uma vida de Sacrifício e Sacerdócio, nunca igualada.
A única pessoa indicada para este lugar com responsabilidade pesada, cujo exercício implica uma tarefa difícil, é sem sombra de dúvida o Comandante Guélas.

Balatuca

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

segunda-feira, fevereiro 07, 2005

Image Hosted by ImageShack.us

A MULHER DO CARNAVAL !

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

Mais Informações em www.riapa.pt.to

quarta-feira, fevereiro 02, 2005

ENTREVISTA AO COMANDANTE GUÉLAS

As posições corajosas do Comandante Guélas sobre o Sexo (dos políticos de Esquerda), o Celibato (dos Políticos pedófilos de Esquerda), a Pedofilia (dos políticos de Esquerda), o Aborto (o Louçã), a Guerra (contra a Esquerda), mostram o rosto de um líder do século XXI, o rosto de um homem livre. O Comandante Guélas é um Homem bem acompanhado, e reafirma a necessidade de respeitar o princípio Riapiano de “dar a outra face somente à Direita”. A RIAPA não é um bloco monolítico, no seu seio coexistem muitas opiniões. O general Tubarão, o tenente Proveta e o Cabo Bigornas, estiveram com o Comandante Guélas em Guimarães. O comandante perguntou-lhes a opinião sobre António Oliveira Salazar. Todos declararam fidelidade ao Santo dos Santos da RIAPA. Falou-se também do padre comuna Max (nome de cão), que levou com um petardo entre os dentes, nos gloriosos anos quentes da luta contra o Comunismo, na altura em que se preparava para abusar duma estudante. Todos saudaram o acto heróico dos seus companheiros de luta que acabaram com o bestunto. Aqui fica a conversa com este SENHOR, onde revela as suas convicções sobre o Sexo, a Guerra, o Aborto e o Mal.

RIAPA – Exmo. Senhor Comandante Guélas, para si o que é o Diabo?
COMANDANTE – A Esquerda, sem qualquer dúvida.
RIAPA – Em sentido metafórico?
COMANDANTE – Chame-lhe o que quiser, mas as pessoas de Esquerda têm uma propensão para o Mal a partir da nossa Liberdade. Eu acho que os partidos de Esquerda fabricam o Mal.
RIAPA – E a Direita?
COMANDANTE – Tem naturalmente uma inclinação para o Bem. Em cada homem de Direita há muito mais Bem do que Mal. Na Esquerda assistimos à embriaguez do fanatismo, que é fruto do ressentimento. Há uma espécie de aspiração messiânica do tipo: “Eu é que sei”. Veja o caso desse anormal do Louça. Ele alimenta este tipo de posicionamento, que contribui para uma interpretação malsã e diabólica. O Nietzsche fala muito deste sentimento, da vingança e do fanatismo. Algo do género, se não aceitarem a minha doutrina eu hei-de fazer tudo num campo raso.
RIAPA – Este tipo de ressentimento não está a aumentar com a decisão do Sampaio?
COMANDANTE – É verdade, a Esquerda, a que o Sampaio (três toques na mesa com os nós dos dedos) pertence, está desesperada. Ela é a responsável pelas humilhações, pelas injustiças, pelas prepotências cometidas à Humanidade. É por isso que não a querem. Vendo isto, Sampaio aproveitou-se dum buraco da Constituição do seu país e fez um Golpe de Estado. Utilizou como arma política todos estes fanatismos e prega a “cruzada” política, em que o objectivo é a limpeza como um dilúvio. O desespero da Esquerda é que a Direita faz propostas no meio da Liberdade.
RIAPA – Qual a sua opinião sobre os casamentos entre homossexuais?
COMANDANTE – Primeiro tem de dar nomes a essas coisas: Paneleiros se forem homens, Fufas se forem mulheres. Podem-se casar, mas deverá ficar registado no B.I. o seu desvio. E devem também pagar o IRS a dobrar, como uma espécie de compensação à Sociedade, que não pode contar com eles para a sua sobrevivência. São os seus filhos que lhes irão pagar as reformas. Foi o seu contributo à Sociedade, gerando vidas úteis, que permitiu que o Estado se mantivesse. Mas a sociedade deve saber quem eles são. Veja o caso do candidato da Esquerda, é paneleiro, mas tem vergonha de o dizer ao Povo.
RIAPA – E a Pedofilia?
COMANDANTE – Deviam ser desactivados.
RIAPA – Desactivados?
COMANDANTE – Posto a dormir, recolher os órgãos úteis e a seguir enterrá-lo. Ao menos iriam compensar a Sociedade do mal que fizeram às crianças.
RIAPA – E quanto ao aborto clandestino, qual é a sua posição?
COMANDANTE – Uma mulher não engravida sozinha. Tem de haver outro responsável. Passam assim a ser dois. A Lei deve punir os dois, caso haja um aborto provocado. Fora disto ficam as que foram violadas ou têm fetos defeituosos. As penas deviam ir desde a prisão até à esterilização compulsiva, para os dois. E aqui incluiu-se aqueles que fazem colecção de filhos e não têm meios para isso.
RIAPA – Qual o papel dos exércitos do Comandante Guélas na resolução do conflito do Iraque?
COMANDANTE – Estamos a cem por cento com os americanos. A Europa não merece confiança, por causa dos Cavalos de Tróia: a Alemanha nazi e a França cobarde e colaboracionista. Só a América nos dá Segurança e Liberdade.
RIAPA – Qual foi para si o melhor político de todos os tempos?
COMANDANTE – O dr. Oliveira Salazar!

O Comandante Guélas é um génio, é fruto de uma convergência de métodos, os mais díspares, como o histórico, o biológico, o fenomenológico, o sociológico, o psicológico, o psicanalítico, o dialéctico, o estrutural e o hermenêutico.
Hegel considerava génios os grandes líderes. O Comandante Guélas é um génio, indubitavelmente!

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.no.sapo.pt